Centros de Estudos Africanos

1
LEÁFRICA

O Laboratório de Estudos Africanos (LeÁfrica) propõe a constituir-se num espaço acadêmico, situado no Departamento de História do IFCS-UFRJ, dedicado ao ensino, pesquisa e atividades de extensão sobre temas relacionados às sociedades africanas, em sua história e nas diversas expressões de sua cultura. Pretende, ainda, contribuir para as discussões sobre as formas como esses mesmos temas vem sendo pensados nas universidades e instituições acadêmicas dessa área no Brasil, a partir de diferentes campos de estudo.

 


2
CEBRAFICA

O Centro Brasileiro de Estudos Africanos é um núcleo interdisciplinar de pesquisadores e estudantes filiado à Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) que desenvolve pesquisas e publicações na área dos Estudos Africanos.

 


3

Grupo de Estudos Africanos (GEA)

O Grupo de Estudos Africano (GEA) da Universidade Autônoma de Madrid é um grupo de pesquisa interdisciplinar especializada na área de estudos africanos e, em particular, a África negra . Fundada em 1995 por um grupo de investigadores e professores, surgiu a partir do desejo de desenvolver o conhecimento crítico sobre as realidades do continente Africano em Espanha e em espanhol. Desde então, a GEA através de seus pesquisadores e pesquisa publicou numerosos livros e artigos , e ter construído o nosso trabalho nos quatro pilares seguintes .

 


4

Centro de Estudos Africanos (CEA)

O CEA tem por finalidades principais: difundir a realidade africana através de cursos, conferências, encontros e publicações; promover e incentivar, no âmbito da Universidade de São Paulo, o estudo, a pesquisa e a especialização sobre as sociedades africanas e suas problemáticas, desdobramentos e influência manifestadas no continente africano e fora dele; favorecer, organizar, orientar e promover o desenvolvimento de especialistas; incentivar a publicação de trabalhos científicos, didáticos e informativos concernentes ao seu campo de atividades; manter e incentivar intercâmbios e relações científicas, acadêmicas, culturais e artísticas com instituições congêneres ou relacionadas com os objetivos do Centro, nacionais ou estrangeiros; prestar serviços especializados de assessoria e de extensão à comunidade; apoiar os órgãos públicos, através da pesquisa, assessoria e difusão de conhecimentos, no sentido de que levem em conta os aspectos da realidade africana estudados pelos pesquisadores do CEA; manter biblioteca, documentação e dados especializados.