Inscrições abertas para a pós-graduação da Dom Helder

Dom Helder Escola de Direito abriu inscrições para os processos seletivos de candidatos ao mestrado e ao doutorado, com ingresso no primeiro semestre de 2021. A área de concentração é Direito Ambiental e Desenvolvimento Sustentável, com duas linhas de pesquisa: “Democracia, Direitos Humanos e Sustentabilidade” e “Políticas Públicas, Globalização e Desenvolvimento Sustentável”.

O prazo para inscrição termina no dia 20 de novembro. A seleção dos candidatos será feita em três etapas distintas, todas de caráter eliminatório: prova de idiomas, prova dissertativa e entrevista. As provas de idioma e dissertativa serão realizadas no dia 5 de dezembro. Já a etapa de entrevistas está prevista para o dia 14 de dezembro.

O processo seletivo será totalmente virtual. Os candidatos receberão os links de acesso para cada etapa pelo e-mail cadastrado no momento da inscrição.

Revista Veredas do Direito

As temáticas das linhas de pesquisa estão diretamente ligadas à proposta da Revista Veredas do Direito, periódico com Qualis A1 que traz os trabalhos científicos e doutrinários do Programa de Pós-Graduação da Dom Helder, além de estar aberta para publicação de autores de outras instituições.

Sobre a Dom Helder

A Dom Helder faz parte da rede internacional de universidades jesuítas, que possui mais de 200 instituições em todo o mundo. A Escola carrega a tradição e a excelência na educação cultivadas por Santo Inácio de Loyola, fundador da Companhia de Jesus e inspiração para a metodologia de ensino utilizada pela Dom Helder, a Pedagogia Inaciana, que estimula o “Magis” (a busca pelo melhor em tudo), o protagonismo discente e a liberdade.

A instituição é a única em Belo Horizonte especializada em Direito, da graduação ao doutorado, consolidada pelo conceito máximo no Ministério da Educação (MEC) e no Enade, Selo de Qualidade OAB Recomenda e pela autonomia para emissão de diplomas. Somente a Dom Helder une o que há de mais atual no cenário jurídico nacional e internacional à formação humana, integral, ética, social e política, aliando ensino e prática.

Mestrado

O currículo integral do mestrado em Direito é estruturado em 36 créditos, com 27 créditos distribuídos em disciplinas. Cada disciplina contém três créditos, correspondentes a 45 horas. A dissertação equivale a nove créditos.

Confira mais informações:

EDITAL MESTRADO 2021/1

INSCRIÇÕES

Doutorado

Já o currículo integral do doutorado em Direito é estruturado em 30 créditos para titulação, sendo 20 créditos em disciplinas, cinco créditos em publicações, dois créditos em seminários, um crédito de qualificação, entre 24 e 36 meses, e dois créditos de defesa de tese, com até 48 meses.

EDITAL DOUTORADO 2021/1

INSCRIÇÕES

Mais informações:

Página: Programa de Pós-Graduação em Direito

E-mail: secposgraduacao@domhelder.edu.br

Telefones: (31) 2125-8810 e (31) 2125-8800.

Movimento Ecos: jovem é exemplo de aprendizado

Desde 2011, o Movimento Ecos, promovido pela Dom Helder e pela EMGE, auxilia estudantes de escolas públicas de Belo Horizonte e Região Metropolitana a ingressarem nas instituições de ensino superior. Mais de 100 escolas são impactadas anualmente com ações socioambientais realizadas pelos estudantes parceiros. Em contrapartida, esses jovens têm a oportunidade de estudar na Dom Helder e na EMGE com até 100% de bolsa.

Foi o caso da ex-aluna de Direito, Victória Prado, que participou do Movimento Ecos pelo Instituto de Educação de Minas Gerais (IEMG), que é auxiliado pelo nucleador Elmo Júlio de Miranda. Ela entrou para a Dom Helder em 2015 e formou-se como bacharel em Direito em 2019. Hoje, exercendo a função de advogada, a jovem agradece pelos ensinamentos do Movimento Ecos, que segundo ela, são para a vida toda.

NEP oferece mega oficina de competência digital

O Núcleo de Ensino Personalizado (NEP) promoverá, no dia 3 de outubro, uma oficina do projeto Acadêmico Nota 100 com o tema “Mega Oficina de Competência Digital”. Os professores Cláudia Madrona e Adair Rocha, em parceria com Lucas Martins, bibliotecário da Dom Helder e da EMGE, convidam todos os alunos interessados em explorar novas ferramentas que auxiliam o aprendizado em sala de aula. As inscrições podem ser realizadas até o dia 1º de outubro pelo Portal Educacional.

A pandemia da Covid-19 forçou milhões de alunos no Brasil e no mundo a adotar algum formato de aula remota (ao vivo ou gravada) misturando os ambientes de sala de aula e de casa. Dessa forma, acelerou mais ainda a nossa dependência do mundo digital. Atentos a essa nova realidade, os profissionais do NEP organizaram para esse semestre um conjunto de três oficinas que abordam a competência digital (em sala de aula, nos estudos e nas atividades acadêmicas) para auxiliar os estudantes a ampliarem suas habilidades para esse novo contexto.

Assim, será oferecida uma Mega Oficina sobre a competência digital e as ferramentas tecnológicas que melhorarão o engajamento nas aulas, nos estudos, nas atividades acadêmicas e na pesquisa acadêmica (fontes de informação jurídica, bases de dados e plataformas de pesquisa).

Venha conosco explorar novas ferramentas digitais e conhecer as habilidades dos estudantes e dos juristas da Era Digital.

ATIVIDADE DO NEP: “MEGA OFICINA DE COMPETÊNCIA DIGITAL”

PROFESSORES: Adair Rocha, Cláudia Madrona, Lucas Martins

DATA: 3 de outubro

HORÁRIO: 10h às 12h

VAGAS: 150

PARTICIPANTES: Estudantes do 1º ao 10º Período.

VALIDAÇÃO: 4 horas de atividades complementares na área de Ensino

INVESTIMENTO: Gratuito

LOCAL: Espaço de trabalho TEAMS.

INSCRIÇÕES: Portal Educacional (FLUIG)

INSCREVA-SE ATÉ O DIA 1º/10  

Serão ofertadas 120 vagas para os estudantes da Dom Helder e trinta para os estudantes da EMGE.

Estudantes são selecionadas para 17ª Contecsi Virtual

As estudantes Bruna Cardoso Nunes e Camila de Oliveira, da Dom Helder Escola de Direito, foram selecionadas para a apresentação de artigo na 17ª Contecsi Virtual, que acontecerá de 7 a 9 de outubro. A conferência internacional tem o objetivo de incentivar a multidisciplinaridade nas áreas de sistemas de informação, tecnologias da informação e ciência da informação.

O artigo “Efeitos e projeções sobre a vigência da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e o papel do encarregado” foi elaborado pelas alunas dentro do grupo de iniciação científica “Gestão e Segurança da Informação” da Dom Helder e da EMGE, coordenado pelo professor Cláudio Pessoa. De acordo com o docente, a participação das alunas tem importância ímpar para o enriquecimento das pesquisas que estão em andamento.

“É muito interessante a participação de nosso grupo no Congresso, em primeiro lugar para que possamos mostrar nossas pesquisas, com temas muito atuais em um congresso internacional. Outro ponto relevante é dar à nossas alunas a experiência da pesquisa acadêmica, bem como a convivência e contato com grandes pesquisadores (de todo o mundo) e temas que podem ampliar a visão e campo de pesquisa das Escolas”, comenta o docente.

O trabalho das estudantes analisa a mudança de comportamento das empresas a partir da vigência da LGPD. Vale ressaltar que a lei entrou em vigor em agosto passado e acarretou diversas mudanças no uso de dados pessoais pelas empresas. A LGPD tem o objetivo de padronizar e proteger o uso dessas informações, uma vez que antes da regulamentação, eles podiam ser vendidos e compartilhados entre empresas.

Projeto ajuda a preservar o Cerrado e estimula a leitura

O Cerrado é o segundo maior bioma do Brasil, ocupando 22% do território nacional. Ele está presente na principalmente na região Sudeste e Centro-Oeste e, tendo em vista este cenário, é o ecossistema que mais sofreu com as alterações humanas. Pensando nisso, o professor da Dom Helder Escola de Direito, Humberto Macedo, idealizou um projeto que estimula a plantação de árvores da região em troca de livros.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, estima-se que 20% das plantas nativas já não existem mais em áreas protegidas e pelo menos 137 espécies de animais estão ameaçadas de extinção. Outro agravante para a preservação ambiental do Cerrado são as queimadas que atingem todo o país. Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostram que atualmente existem 40.314 focos de incêndio em toda a extensão do bioma.

Entretanto, apesar da situação alarmante, o Brasil se destaca como um dos primeiros países a criar áreas de proteção ambiental, segundo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU). O Cerrado é o segundo bioma que mais possui espécies preservadas, com 8,99% de sua biodiversidade mantida em reservas naturais.

O bioma também possui grande importância na economia e na cultura nacional e foi inspiração para Guimarães Rosa em “Grande Sertão Veredas”. O livro, por sua vez, incentivou o professor Humberto Macedo a realizar um projeto que estimula a plantação de árvores em Belo Horizonte e Região Metropolitana.

Denominado “Projeto Leredas”, junção da conjugação do verbo “ler” com “Veredas” em homenagem à obra de Guimarães Rosa, a iniciativa também visa o estímulo à leitura. De acordo com Macedo, os estudantes plantam árvores e ganham livros como recompensa. Mais de 300 pessoas já participaram do projeto que começou em 2016.

O professor ainda explica que todos podem participar, basta plantar uma árvore (seguindo as normas administrativas das cidades para tanto), tirar uma foto que comprove a ação e publicar nas redes sociais marcando o projeto. Hoje, ele está presente no Facebook e no Instagram. “Assim que o estudante faz todo o procedimento, entro em contato com ele e o presenteio com um livro, principalmente relacionado à sustentabilidade ambiental. Importante ainda ressaltar que outros professores e amigos colaboram doando livros e também plantando árvores”, comenta Macedo.

Todos os interessados podem participar do projeto e, com isso, ajudar na preservação e no reflorestamento do Cerrado. “O projeto é muito real e tem grande significado para mim. Com ele estimulamos duas grandes iniciativas que é a proteção do meio ambiente e o estímulo à leitura”, destaca o docente.

Bárbara Teixeira – Necom Dom Helder e EMGE

Dom Helder realiza reunião com representantes de turma

A Dom Helder e a EMGE realizaram, nos dias 16 e 17 de setembro, as reuniões com representantes e vice-representantes das turmas. A cada semestre são escolhidos dois alunos para serem interlocutores entre os colegas e a Direção das instituições.

A reunião contou com a participação da Pró-reitoria de Ensino, da Coordenação do Direito Integral, da Coordenação do EAD, do Núcleo de Ensino personalizado (NEP) e das Secretárias Acadêmicas. Dentre os assuntos pautados, destacou-se o reconhecimento do esforço dos estudantes de ambas as instituições, que enfrentaram os desafios do primeiro semestre de forma comprometia e dedicada. “Com certeza, também terão êxito nesse segundo semestre”, afirmou Anacélia Santos, Pró-reitora de Ensino.

Também foram discutidas:

  • a divulgação da agenda de seminários e eventos para o segundo semestre;
  • as dúvidas e encaminhamentos referentes às portarias 01/20 (Dom Helder) e 02/20 (EMGE);
  • dinâmicas educativas sobre a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e a Competência Digital.

As reuniões contaram ainda com um espaço para solucionar dúvidas sobre horas de atividades complementares, organização do tempo para o estudo no regime remoto, lançamento de notas, dentre outros assuntos.

As eleições dos representantes e vices das turmas para o segundo semestre de 2020 aconteceram em agosto, conforme o edital.

NEP promoverá oficina sobre gerenciamento de tarefas

O Núcleo de Ensino Personalizado (NEP) promoverá, no dia 22 de setembro, uma oficina do projeto Acadêmico Nota 100 com o tema “Como gerir melhor o meu tempo durante a pandemia?”. Os professores Cláudia Madrona e Adair Santos convidam todos os alunos interessados para aprender uma melhor forma de organizar suas atividades.

Por que gerir melhor o tempo é importante para um estudante de Direito durante o período de isolamento social? 

A pandemia da COVID-19 criou uma oportunidade de ganho de tempo ao forçar grande parte da população a adotar a restrição de circulação, o home office, o ensino remoto, dentre outras medidas preventivas. Teoricamente, passamos a ter mais tempo para o estudo, o descanso, o sono, a saúde, a convivência familiar e a produtividade. Mas, será que foi isso mesmo que aconteceu? Os alunos estão estudando mais? Como melhorar a qualidade do nosso tempo dedicado a todas as tarefas de nossa rotina? A boa gestão do tempo é o recurso mais poderoso ao nosso alcance.

Nosso objetivo é ajudar você a descobrir estratégias para multiplicar seu tempo dedicado às atividades importantes.

ATIVIDADE DO NEP: Como gerir melhor o meu tempo durante a pandemia?

PROFESSORES: Adair Rocha e Cláudia Madrona

DATA: 22 de setembro

HORÁRIO:

Manhã: das 11h40 às 12h40

Noite: das 17h20 às 18h20

VAGAS: 100

PARTICIPANTES: Alunos do 1º ao 10º período

VALIDAÇÃO: 1 hora de atividade complementar na área de Ensino

INVESTIMENTO: Gratuito

Local das lives interativas: Espaço de trabalho TEAMS

Inscrições: Portal Educacional  (FLUIG)

Serão disponibilizadas 80 vagas para estudantes do Direito e 20 vagas para estudantes da EMGE.

Seminário Temático aborda empreendedorismo e startups

A Dom Helder e a EMGE promoverão, a partir do dia 26 de setembro, o Seminário Temático “Construindo legados: como pensam e agem os grandes líderes e empreendedores”. Os interessados em participar podem se inscrever pelo Portal Acadêmico até a próxima segunda-feira (21).

O objetivo da atividade é apresentar e discutir com os estudantes sobre tendências, empreendedorismo e startups, bem como explorar pensamentos e atitudes de grandes líderes mundiais. O seminário faz parte do Programa Startup Dom, coordenado pelo Núcleo de Ensino Personalizado (NEP), e será ministrado pelo professor Rafael Lustosa. As aulas acontecerão aos sábados, das 8h às 13h.

Para contar como Seminário Temático o estudante deve pagar a taxa de R$ 195,00 à vista ou dividida em duas parcelas a serem debitadas nos boletos de outubro e novembro de 2020. Os beneficiários do Financiamento Estudantil devem efetuar o pagamento por meio de boleto bancário. O seminário é gratuito para aqueles que optarem por validar como “Atividade Complementar”.

O cotidiano da população em época de pandemia

Por Evaldo Junio Ferreira

O novo coronavírus surgiu em dezembro de 2019 na China, entretanto, o primeiro caso registrado no Brasil foi apenas em 26 de fevereiro, sendo que, desde então, o número de contaminados só vem aumentando. Vale ressaltar que o Brasil ocupa o 3° lugar no ranking mundial de números de casos.

Os sintomas mais comuns da Covid-19 são tosse, fadiga e febre, sendo que os contaminados podem causar outros como diarreia, dor de garganta, perda do paladar e olfato, falta de ar, dificuldade na respiração e entre outros.

VI Congresso abre chamada para submissão de artigos

A Pró-Reitoria de Pesquisa e o Programa de Pós-Graduação da Dom Helder realizarão o VI Congresso Internacional de Direito Ambiental nos dias 16 e 17 de novembro, em formato on-line. O evento, que havia sido adiado devido à pandemia de Covid-19, propõe debates sobre assuntos ambientais e principalmente questões relacionadas à Pan-Amazônia.

Aqueles que desejarem submeter seus artigos já podem enviá-los para o e-mail congressoambiental2020@gmail.com. O prazo vai até o dia 20 de outubro. As inscrições para o evento serão abertas em breve. Para estudantes da Dom Helder e da EMGE, a participação valerá 8 horas de atividade complementar na área de Pesquisa.

Mais informações: cristialan.silva@domhelder.edu.br.