O Grupo de Iniciação Científica ‘Filosofia, Direito e Meio Ambiente’, coordenado pelos professores Émilien Vilas Boas Reis e Marcelo Antonio Rocha, lançou seu primeiro livro no último sábado, dia 11 de março. O lançamento é parte de uma série de eventos que serão promovidos pelo grupo ao longo do ano. De acordo com o professor Marcelo Rocha, além do segundo livro e da continuação do Cine Gaia, o grupo ainda vai lançar uma cartilha sobre ética ambiental e dois projetos, um de iniciação à docência e pesquisa e outro de educação ambiental.

“Nossa preocupação é preparar os alunos para a futura docência e, para isso, acreditamos que cada um deve estar comprometido com a pesquisa séria, aprofundada e rigorosa. Os trabalhos do grupo são fundados na crença de que a Iniciação Científica é um importante passo para a formação de um profissional do Direito que seja reflexivo e consciente no que diz respeito aos problemas de seu tempo. Além disso, ela é o principal meio de promoção do protagonismo discente rumo a uma docência moderna e consciente”, afirma o professor.

Com o livro, o grupo pretende propor fundamentos éticos, filosóficos e jurídicos que contribuam para a construção de uma nova consciência ecológica, uma vez que, somente por meio de uma mudança interna, o ser humano será capaz de agir com mais responsabilidade e respeito em relação aos seres sencientes e não sencientes. Além disso, o desenvolvimento de uma nova consciência ambiental possibilitará que tanto as gerações presentes quanto as futuras possam viver de forma ecologicamente correta, pois o consumo equilibrado e atitudes sustentáveis e ecológicas passariam a fazer parte do cotidiano de todos. Os textos compilados são frutos de mais de um ano de encontros entre os professores e alunos do grupo e de pesquisas individuais. A leitura dos escritos clássicos possibilitou interessantes insights, que buscaram refletir de maneira crítica a temática ambiental.

De acordo com o professor Émilien Reis, a origem humanista da Dom Helder tem permitido que seu curso de Direito tenha um fecundo diálogo com a Filosofia, o que possibilita aos alunos enveredar pela tradição do pensamento filosófico ocidental, mesmo tendo como foco o Direito. “Sua pós-graduação Stricto Sensu em Direito Ambiental e Desenvolvimento Sustentável, por sua vez, é um incentivo para a reflexão a respeito das questões ambientais. Assim, a pesquisa do grupo de Iniciação Científica tem tais bases como influências. A investigação de Iniciação Científica é a oportunidade para que os alunos de graduação possam iniciar a pesquisa em nível acadêmico”, aponta Émilien. Segundo o professor, esse é o primeiro passo para incentivar os graduandos a fim de que possam chegar à pós-graduação Stricto Sensu, mestrado e doutorado.

Os textos do livro abordam temas da atualidade que se relacionam concomitantemente ao meio ambiente, à Filosofia e ao Direito. “Esse tem sido um excelente modo de fomentar a escrita acadêmica e a pesquisa no seio do grupo e, ao mesmo tempo, manter a comunidade acadêmica sempre a par dos acontecimentos mais recentes. Esperamos que essa obra seja uma forma de divulgar os resultados encontrados e uma homenagem aos nossos alunos”, completa Émilien.

De acordo com os coordenadores, o grupo tem a constante preocupação de promover a participação do discente nas discussões acerca da relação entre o homem e o meio ambiente, em outras palavras, há um forte desejo do grupo em ampliar para a comunidade acadêmica reflexões que possam fomentar uma nova consciência ecológica e, assim, estimular comportamentos que tenham impactos positivos no meio ambiente.

O grupo agradece à Dom Helder Escola de Direito pelo incentivo constante à qualificação dos seus professores e alunos. A pesquisa acadêmica, que agora apresenta os seus primeiros frutos, é resultado desse incentivo.

Para outras informações sobre o livro, acesse: http://grupofilosofiambiental.blogspot.com.br/p/livro.html
 
REIS, Émilien Vilas Boas; ROCHA, Marcelo Antonio (ORG.). Filosofia, Direito e Meio Ambiente: aproximações e fundamentos para uma nova ética ambiental. BH: 3i Editora, 2016.
 
SUMÁRIO
 
PREFÁCIO
Marcelo Antonio Rocha
 
APRESENTAÇÃO
Émilien Vilas Boas Reis
 
1. Entender o conceito para mudar a práxis: os princípios da prevenção e da precaução à luz do conceito de natureza de Alfred North Whitehead
Gustavo Marcel Filgueiras Lacerda
 
2. O conceito de natureza em Dante Alighieri
Fagner Alexandrino da Silva
 
3. A natureza em Darwin
Felipe Gomes Carvalho
 
4. Um paradoxo entre Aristóteles e Marcelo Gleiser acerca do conceito de natureza
Sibeli Pereira da Silva Cotta
 
5. Interpretando os desastres ambientais a partir da cosmologia pré-socrática
Gianno Lopes Nepomuceno
 
6. A necessidade de um novo paradigma ambiental à luz da transvaloração dos valores em Nietzsche
Daniele Cristina Horta Oliveira e
Débora Diniz Machado Trindade
 
7. Wittgenstein sob uma nova perspectiva de análise filosófica ambientalista: construção do conceito de natureza e aplicabilidade no século XXI
Karen César Drumond Viana
 
8. A dinâmica do movimento negro ao romper com o conceito estático de Natureza em Descartes
Gabriel Oliveira Lourenço da Silva
 
9. A natureza, o homem e o direito na filosofia pré-socrática
Marcela Gregório Barreto