‘Direitos humanos, meio ambiente e sustentabilidade’ foi o tema do seminário dos grupos de pesquisa e iniciação científica realizado na tarde desta quarta-feira (6) na Dom Helder Escola de Direito. Na oportunidade, os pesquisadores apresentam os resultados dos trabalhos desenvolvidos ao longo deste ano. Ambos os grupos foram coordenados pelos professores João Batista Moreira Pinto e Rogério Monteiro Barbosa.


Para João Batista Moreira, os grupos de pesquisa possuem perspectivas e objetivos distintos. “Para a graduação a pesquisa aprofunda as diferentes temáticas. Os alunos se interessam pelos temas durante o curso e seguem com possibilidades futuras de ir para o mestrado ou fazer outras atividades acadêmicas”, disse. O grupo de iniciação científica abordou o processo de efetivação do projeto de direitos humanos: suas dimensões e ambiguidades.


Já o grupo de pesquisa do mestrado trabalhou as realidades socioambientais contra-hegemônicas. João Batista explica que a importância da pesquisa está em pensar alternativas frente à questão de um modelo predominante do desenvolvimento sustentável que não é suficiente, refletindo na questão ambiental e social. “Alternativas de grupos e movimentos de organizações, muitas vezes coletivas e surgindo de realidades locais, são importantes. Falamos de sete casos em Minas Gerais e correlacionamos com as experiências africana e latino-americana”, afirma.

Confira as fotos abaixo!

Texto e foto: Patrícia Almada / DomTotal