No último sábado (3), o corpo docente da Dom Helder reuniu-se com o reitor da Escola, professor Paulo Stumpf SJ, e com os demais integrantes da direção para discutir as diretrizes para o semestre letivo. Na primeira parte do encontro, realizada no auditório, os professores participaram de acolhida e receberam informações sobre as áreas de Ensino, Pesquisa, Extensão e Pós-Graduação.

“É um prazer imenso reencontrá-los para começar as atividades letivas. Este ânimo de vocês, de sempre acreditar nas propostas da Escola e contribuir prontamente, é fundamental para nossa caminhada. Sejam bem vindos!”, saudou a professora Anacélia Santos Rocha, pró-reitora de ensino. Em seguida, o reitor Paulo Stumpf apresentou as principais perspectivas para o ano letivo discutidas na última reunião do colegiado.

Perspectivas

Para a graduação, um dos destaques é ampliação do diálogo entre o Direito e a tecnologia, com a inauguração de duas novas salas que seguem a proposta da Sala Modelo, já em utilização no segundo andar. “São espaços tecnológicos voltados para a implantação da nova metodologia, que está em constante aperfeiçoamento”, apontou Paulo Stumpf. O reitor anunciou também a expansão do Tribunal Internacional Estudantil (TRI-e), do Torneio Jurídico de Debates Estudantil (TJD-e) e do projeto de qualificação do corpo docente.

No âmbito da pós-graduação, a grande expectativa é a aprovação do doutorado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), que deve ocorrer ainda no primeiro semestre. “Continuamos trabalhando também no processo de internacionalização do Mestrado e na divulgação da revista Veredas, que já está no conceito máximo”, informou o reitor. Outra iniciativa programada para este ano é a realização do V Congresso de Direito Ambiental. “E lembrando que teremos a Mostra Científica no dia 24 de fevereiro, contamos com a presença de vocês”, completou.

Já para a área de extensão, o foco é a ampliação do Movimento Ecos, que conquistou em 2017 o prêmio ambiental mais importante do Brasil – VIII Prêmio Hugo Werneck de Sustentabilidade & Amor à Natureza. “Também no ano passado, foi celebrado um convênio com a Secretaria de Educação do Estado oficializando a atuação do Movimento Ecos junto às escolas. A meta para 2018 é atingirmos 100 instituições da rede pública de ensino”, afirmou Paulo Stumpf.

O reitor falou ainda sobre a formalização do apoio aos egressos, que contarão com Escritório Modelo para auxiliar no início da carreira, a inauguração do terceiro campus da Escola, localizado na rua Álvares Maciel número 530, e a ampliação das atividades do Centro de Estudos Afro Brasileiros Dom Helder Câmara – Afrodom.

Pró-reitorias e treinamento

Após o panorama geral apresentado pelo reitor, os pró-reitores Francisco Haas e Beatriz Costa detalharam as atividades das áreas de extensão e pesquisa, respectivamente. Os professores Cláudia Madrona e Adair Rocha, por sua vez, falaram sobre as atividades do Núcleo de Ensino Personalizado (NEP), e o professor Edmilson Ferreira, sobre as novidades do Ensino a Distância (EaD).

O corpo docente participou ainda de treinamento sobre a nova metodologia de ensino e utilização do quadro interativo no hall da Escola.