Dom Helder promove evento com pesquisadores e operadores do Direito para discutir o projeto de sociedade no Brasil com enfoque nos Direitos Humanos

Reta final de inscrições para o II Seminário Nacional 'Direitos Humanos como um Projeto de Sociedade', que será realizado pela  Dom Helder Escola de Direito e também pelo  Programa de Pós-Graduação em Direito Ambiental e Desenvolvimento Sustentável nos dias 16 e 17 de agosto, em Belo Horizonte. O evento reúne pensadores de renome nacional na área de Direitos Humanos. As inscrições foram prorrogadas e seguem até a próxima segunda-feira (13). 

Painéis vão abordar conceitos e diferentes pontos de vista dos direitos humanos durante os dois dias de seminário. Haverá também apresentação de grupos de trabalho sobre o tema. Logo no painel de abertura, acontece palestra com  José Geraldo de Sousa Jr., doutor em Direito e professor da Universidade de Brasília (UnB), autor de diversos livros e artigos sobre cidadania, sociedade e movimentos Sociais.

Clique aqui e acesse o hotsite do Seminário!

O Seminário Nacional terá ainda palestra com desembargadora do TJ-SP Kenarik Boujikian, co-fundadora da Associação Juízes para a Democracia. Nascida na Síria, a magistrada veio para o Brasil aos três anos de idade. Ficou conhecida em 2010, quando condenou o médico Roger Abdelmassih a 278 anos de prisão, por 56 estupros. 

Boujikian participa do painel IV ‘Enfrentamentos das contradições no âmbito do Estado; realidade prisional; direito e Judiciário’, que também tem a presença do professor da Dom Helder e procurador da República José Adércio Leite Sampaio e os doutores Vanessa Andrade de Barros (UFMG) e Alexandre Bernardino Costa (UnB).

Siga o Seminário Nacional de DH no Instagram!

O professor italiano Giuseppe Tosi, pós-doutor em Teoria e História do Direito, é outra presença confirmada no evento. Tosi vive no Brasil desde 1981 e é docente da  Universidade Federal da Paraíba (UFPB) há quase 30 anos. Seu campo de pesquisa é na área de Filosofia, com ênfase na Filosofia Política e na Teoria e História dos Direitos Humanos e da Democracia, com 22 artigos publicados em periódicos especializados, 03 livros como autor, 14 livros como organizador e 49 capítulos de livros.

Tosi participa do Painel III  'O projeto dos Direitos Humanos e questões políticas fundamentais', que será composto pelos pesquisadores José Luiz Quadros de Magalhães (UFMG e PUC-Minas), Rogério Monteiro Barbosa (Dom Helder), Silvia Helena Rigatto (UFLA) e Lara Marina Ferreira (Dom Helder).

Doutor em Direito, o professor José Luiz Quadros de Magalhães é presidente nacional (Brasil) da Rede pelo Constitucionalismo Democrático latino americano e Presidente da Red Internacional para un constitucionalismo democrático en latinoamerica, com sede em Quito, Equador. Magalhães tem trabalhos, principalmente, sobre plurinacionalidade, diversidade, democracia, federalismo, direitos humanos e constituição. 

Direito sócio-ambiental

Entre os paineis no seminários, dois são voltados para temáticas do  Programa de Pós-Graduação em Direito Ambiental e Desenvolvimento Sustentável da Dom Helder. No painel VII "As experiências contra-hegemônicas nos campos dos direitos econômicos e sociais", participam os pesquisadores Msc. Julienne Andrade Widmarck (UFV), Dr.ª Fabiana Goulart de Oliveira (UNA), Jairo dos Santos Pereira (Instituto DH), Dr. Luiz Gustavo Levate (Dom Helder) e o Dr. Alexandre Bernardino Costa (UnB).

Já o painel VIII, "as experiências contra-hegemônicas nos campos dos direitos socioambientais e culturais" será debatido pelos pesquisadores Camila Cecilina do Nascimento Martins (MAM), Msc. Marcilene Aparecida Ferreira  (Instituto DH), Dr. José Adércio Leite Sampaio (Dom Helder), Dr. Walter Ernesto Ude Marques (UFMG e Faculdade Universo) e Beatriz Souza Costa (Dom Helder).

Para os estudantes da Dom Helder, a participação no evento vale como um seminário temático ou como horas de Pesquisa ou Extensão.

Texto: Thiago Ventura/DomTotal

Giuseppe Tosi, Kenarik Boujikian e José Luiz Quadros de Magalhães.
Giuseppe Tosi, Kenarik Boujikian e José Luiz Quadros de Magalhães.