Por Gilmar Pereira

A pergunta sobre Deus é uma das mais importantes questões humanas e constitui, mais precisamente, uma questão sobre o próprio humano e o sentido de sua vida. Tendo isso como pano de fundo, deu-se início, na noite dessa terça-feira (8), o 4º Seminário Internacional Emmanuel Levinas – realizado pelo Centro Brasileiro de Estudo Levinasianos (Cebel) e a Dom Helder Escola de Direito – e que se estende até o dia 10. A conferência inaugural contou com a presença do professor Didier Frank, da Université Paris 10, com o tema "Um Deus homem?".

Compondo a mesa solene do evento e abrindo os trabalhos da noite, o reitor da Dom Helder, professor Paulo Stumpf, falou da pertinência do pensamento de Levinas e sua questão da alteridade, principalmente num tempo em que se assiste ao ressurgimento de movimentos fascistas e neonazistas. Também compunham a mesa o presidente do Cebel, professor Nilo Ribeiro Junior; a coordenadora do Programa de Pós-graduação em Filosofia da Faculdade Jesuíta (Faje), professora Cláudia Maria Rocha de Oliveira; o representante do Conselho Diretor Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Direito (Comped) e docente da Dom Helder, professor Caio Augusto Souza Lara.

CLIQUE AQUI, CONFIRA O TEXTO COMPLETO E O ÁLBUM DE FOTOS!