“Somos resistência porque somos sobreviventes de um processo que jamais pensou na libertação do nosso povo." A frase da deputada estadual Andréia de Jesus (PSOL) foi destacada durante o seminário "Territórios Quilombolas Culturas & Diretos Humanos", realizado pelo Centro de Estudos Afro-Brasileiros da Dom Helder Câmara (Afrodom), na noite dessa terça-feira (19), em comemoração ao Dia da Consciência Negra, celebrado nesta quarta-feira (20).

Andréia foi uma das palestrantes da noite, que teve homenagem emocionante à Sebastiana Silva (Dona Tiana), matriarca da comunidade quilombola de Carrapatos da Tabatinga, que morreu em julho deste ano. A professora Mariza Rios, a historiada Miriam Aprígio Pereira e a coordenadora da Promoção da Igualdade Racial de Bom Despacho, Maria da Graça Epifânio, foram as outras palestrantes do evento, que contou com representantes do quilombo dos Carrapatos, professores, alunos, pró-reitores e do reitor da Dom Helder, Paulo Umberto Stumpf SJ.

Clique aqui e confira a matéria completa e o álbum de fotos!