Mais de 222.249 km² foram desmatados em todo território da Amazônia entre 2000 e 2013. Os dados foram divulgados nesta semana pelo serviço de Informação Socioambiental Georreferenciada. A área desmatada equivale a quase o tamanho do Estado de São Paulo. Combater o desmatamento é um dos principais desafios dos países da Panamazônia (Brasil, Colômbia, Peru, Venezuela, Equador, Bolívia, as Guianas e o Suriname). Em busca de troca de experiências e propostas para preservar o ‘pulmão do mundo’, professores, ambientalistas e estudantes participam do Seminário 'Direito Ambiental Comparado da Panamazônia', realizado pela Dom Helder Câmara.

O encontro, que começou na manhã desta quinta-feira (8), termina amanhã. Intermediação jurídica de conflitos ambientais, ações governamentais na defesa da floresta e a situação das populações ribeirinhas da Amazônia Peruana foram alguns dos assuntos debatidos no turno da noite. Além de professores e estudantes do mestrado em Direito Ambiental da Dom Helder, os trabalhos tiveram participações destacadas de Jair Schmitt, coordenador–geral de fiscalização ambiental do Ibama; Mariana Barbosa Cirne, procuradora-geral nacional da Procuradoria Federal junto ao Ibama; e do missionário franciscano Atílio Battistuz, que atua na defesa dos ribeirinhos peruanos.

Clique aqui, leia mais e veja as fotos do evento!