Apresentação


A Reunião do Comitê Científico Internacional do Projeto do Volume IX, da coleção História Geral da África, da UNESCO, é a primeira apresentação mundial dos trabalhos realizados nos últimos 6 anos pelo referido Comitê, que resultou em três novos volumes da coleção: volumes IX, X e XI.

A produção da coleção História Geral da África (HGA), iniciada em 1964, com oito volumes já publicados, tem por objetivo principal contar a história da África a partir da perspectiva dos próprios africanos, reconstruindo a historiografia africana livre de estereótipos e do olhar estrangeiro. A obra está em conformidade com o Programa de Educação da UNESCO para o presente biênio (2019-2020), pois promove uma das prioridades globais da Organização, que é a África.

Um comitê científico internacional foi criado pela UNESCO para assumir a responsabilidade científica e intelectual do projeto. O comitê científico é responsável por identificar a equipe de elaboração; determinar o plano geral e a estrutura do volume; e assegurar a revisão, a edição e a aprovação de todas as contribuições.

O Comitê Científico Internacional para Redação e Publicação do Volume IX da HGA é composto por 19 membros, sendo 16 permanentes e 3 associados, que representam várias regiões do mundo e diferentes disciplinas científicas.

Além disso, o projeto promove os valores da Década Internacional de Afrodescendentes 2015-2024, proclamada pela Assembleia Geral da ONU e cujo principal objetivo consiste em promover o respeito, a proteção e a realização de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais de afrodescendentes.

O presente evento tem relevância específica para o Brasil, visto que o país possui importante papel na Diáspora Africana por reunir a maior população originária do continente africano no mundo. Dessa forma, o evento e os recentes volumes contribuem para preencher uma lacuna na formação brasileira a respeito do legado do continente africano, o que é importante para a própria identidade nacional, bem como possibilita a transformação das relações entre os diversos grupos raciais que convivem no país.

Só nas Américas, estima-se que existam cerca de 200 milhões de pessoas que se identificam como afrodescendentes.

Programação

25 DE MARÇO, SEGUNDA-FEIRA

 

9h – 9h45

Credenciamento

Abertura da exposição “A África e suas diásporas em Jorge dos Anjos”
Apresentação do grupo Canção das Iluminuras (grupo de música de câmara criado em torno do interesse por diferentes estilos, da música sinfônica à canção popular dos séculos X a XVI)


9h45 – 10h30

Cerimônia de abertura

10h30 – 12h30

Palestra de abertura: “África Global: revisitando as conexões entre África e suas Diásporas”
  • Vanicléa Silva
    • Professora Associada de História Africana da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Hilary Beckles
    • Historiador e Vice-Chanceler da University of the West Indies

Moderador: Augustin Holl • Historiador, Arqueólogo, Vice-Presidente da Université de Paris Ouest Nanterre-La Défense e Presidente do Comitê Científico Internacional para o Volume IX da HGA


12h30 – 14h30 | Almoço


14h30 – 17h45

Sessão Privada do Comitê Científico Internacional
Validação dos manuscritos do Projeto do Volume IX da HGA

 

26 DE MARÇO, TERÇA-FEIRA

8h30 – 9h

Credenciamento

9h – 10h

Apresentação do Volume IX pela equipe editorial

10h – 11h

Apresentação do Volume X pela equipe editorial

11h – 11h15

Intervalo

11h15 – 12h15

Apresentação do Volume XI pela equipe editorial
  • Moderador:
    • Augustin Holl Historiador, Arqueólogo, Vice-Presidente da Université de Paris Ouest Nanterre-La Défense e Presidente do Comitê Científico Internacional para o Volume IX da HGA
  • Debatedora:
    • Macaé Maria Evaristo dos Santos Professora, Mestre em Educação e Ex-Secretária da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI/MEC)

12h15 – 14h

Almoço

14h – 16h

Palestra: “Como os novos volumes da HGA podem transformar a escrita da história da África e de suas Diásporas?”
  • Valter Silvério
    • Sociólogo e Professor Associado da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
  • Paul Lovejoy
    • Historiador e Professor da Universidade de York – Canadá
  • Carole Boyce-Davies
    • Cornell University

Moderador: Nilma Lino Gomes • Professora Titular da FAE-UFMG e Ex-Ministra das Mulheres, Igualdade Racial, Juventude e Direitos Humanos


16h – 17h

Cerimônia de encerramento
  • Kiwonghi Bizawu
    • Pró-Reitor de Pós-Graduação e Representante da Escola de Direito Dom Helder
  • Ali Moussa-Iye
    • Coordenador do Projeto do Volume IX da HGA e Chefe do Setor de História e Memória para o Diálogo da UNESCO
  • Augustin Holl
    • Historiador, Arqueólogo, Vice-Presidente da Université de Paris Ouest Nanterre-La Défense e Presidente do Comitê Científico Internacional do Volume IX da História Geral da África

17h

Exibição do documentário sobre HGA, realizado por Zeinab Badawi


18h

Coquetel

27 DE MARÇO, QUARTA-FEIRA

9h – 13h30

Sessão Privada do Comitê Científico Internacional
Debate sobre a estratégia de comunicação e popularização dos novos volumes

Inscrições


CERTIFICADO

GERAR

Conferencistas

Mme Vanicléia SILVA SANTOS, Brasil, Professora Associada da Universidade Federal de de Minas Gerais. Leciona História Africana. Coordena projetos internacionais com universidades africanas, como Moçambique, Angola e Guiné-Bissau e com a Universidade de Lisboa. Tem desenvolvido pesquisas sobre a cultura material africana na África e na diáspora africana. Recentemente editou três obras sobre esse tema.

Mme Vanicléia SILVA SANTOS

Mme Yolanda Wood, Cuba, pesquisadora historiadora de arte, professora na Universidade de Havana e crítica de arte.

Mme Yolanda Wood

Valter Roberto SILVERIO, Brasil, Sociólogo, Professor, da Universidade Federal de São Carlos, São Paulo, Brasil, Coordenador da edição em português da Coleção da UNESCO História Geral da África.

Valter Roberto SILVERIO

Mme Sheila Walker, EUA, antropóloga, cineasta e diretora executiva da Afrodiaspora.

Mme Sheila Walker

Mme Pinkie MEKGWE, Botswana, Especialista, Diretora, Chefe de programa do Conselho para o Desenvolvimento ) em estudos de gênero e teoria literária de Relações Internacionais da Universidade de Joanesburgo CODESRIA (da Pesquisa em Ciências Sociais em África.

Mme Pinkie MEKGWE

M. Paul E. LOVEJOY, Canadá, do projeto da UNESCO Historiador e Professor da Universidade de York, ex-diretor do Instituto Harriet Tubman de Pesquisa sobre migração global dos povos africanos, ex-membro do Comitê Científico Internacional da Rota do Escravo.

M. Paul E. LOVEJOY

M. Olabiyi B. Joseph YAI, Benin, lingüista, ex-presidente do Conselho Executivo da UNESCO. Ex-embaixador do Benin para a UNESCO

M. Olabiyi B. Joseph YAI

M. Luís KANDJIMBO, Angola, crítico literário, diretor jornalista e apresentador de programas de televisão de cooperação cultural no interior da Comunidade de Países de Língua Portuguesa.

M. Luís KANDJIMBO

M. Hilary McDonald BECKLES, Barbados, historiador, presidente da University of the West Indies, vice-presidente do Comité Científico Internacional do Projecto A Rota do Escravo.

M. Hilary McDonald BECKLES

M. Elikia MBOKOLO, República Democrática do Congo, Historiador, EHESS), em, presidente HGA. Diretor de pesquisa na École des Hautes Etudes en Sciences Sociales (Paris da CSI UP).

M. Elikia MBOKOLO

M. Doulaye KONATE, Maliex-presidente da Universidade de Bamako da Associação de Historiadores Africanos (AHA), arqueólogo, presidente

M. Doulaye KONATE

Mme Catherine COQUERY-VIDROVITCH, França, Professora Historiadora Emérita da Universidade Paris Diderot.

Mme Catherine COQUERY-VIDROVITCH

M. Augustin F.C. HOLL, Camarões, historiador, arqueólogo, vice-presidente da Universidade de Paris Ouest Nanterre La Défense, pesquisador associado ao Museu Field de História Natural, em Chicago.

M. Augustin F.C. HOLL

Head of Division of Cultural Policies and Intercultural Dialogue, UNESCO Paris

Ali-Moussa Aye

Historiadora, professora da Universidade Paris Diderot (Paris 7) e membro do Laboratório SEDET (Sociedades em Desenvolvimento, Estudos Transdisciplinares). Ela lecionou na Universidade de Antananarivo de 1972 a 1999. Sua pesquisa se concentra em Madagascar e particularmente cidades do século XX, com centros de interesse, sociedades, culturas e construções nacionais. Ela recentemente dirigiu Madagascar e África.

Faranirina RAJOANAH

M. Ashan LI, China, historiador, diretor do Centro de Estudos Africanos da Universidade de Pequim, presidente da Sociedade Chinesa de Estudos Históricos da África e vice-presidente da Associação Chinesa de Estudos Africanos.

M. Ashan LI

Consultor

Martial Zé Bilinga

Cornell University

Carole Boyce-Davies


Localização

Dom Helder Escola de Direito

Realização


Parceria