45 trabalhos de estudantes do Direito Integral foram aprovados no VII CONBRADEC em Curitiba

Os alunos do Direito Integral marcaram presença no VII Congresso Brasileiro de Direito Empresarial e Cidadania (CONBRADEC), principal evento realizado pelo Programa de Mestrado em Direito Empresarial e Cidadania do Centro Universitário Curitiba – Unicuritiba, nos dias 08,09 e 10 de junho, em Curitiba, PR.

Quarenta e cinco trabalhos, frutos da disciplina de Metodologia de Pesquisa, lecionada Prof. Caio Augusto de Souza Lara, foram inscritos no Congresso, sendo que todos foram aprovados. Destes, quarenta e um alunos compareceram no CONBRADEC, onde tiveram a oportunidade de que seus projetos e pesquisas fossem apreciados por professores doutores de todo o Brasil, promovendo uma experiência extremamente enriquecedora.

Segundo o professor, tal participação tem como grande ponto positivo o fato de que os alunos foram protagonistas de um evento científico, no qual tiveram a oportunidade de apresentar o fruto de suas próprias pesquisas e reflexões.

A aluna Maria Fernanda Machado Bizzo relata como foi sua experiência:

“O VII CONBRADEC possibilitou a interação de estudantes e figurões do Direito em uma sala. Foram dois dias de conhecimento compartilhado, apresentações sobre assuntos inovadores e relevantes, além da troca de contato entre graduandos e autoridades. A oratória foi amplamente praticada haja vista as apres entações serem orais, havendo a troca de perguntas entre os componentes da Banca e os autores da pesquisa. Assim, os intelectuais davam dicas para continuação da pesquisa, indicando fontes bibliográficas e criticando construtivamente. Autoridades internacionais se interessavam pelas pesquisas, expondo diferentes culturas e pontos de vista. Muitas das pesquisas encontraram amparo nas personalidades presentes, como o meu caso: minha pesquisa era sobre o direito de greve dos militares, e na sala encontrava-se ninguém mais ninguém menos do que o Ministro do Supremo Tribunal Militar, Dr. José Barroso Filho. Além da sala, o ambiente de aprendizado continuava no horário do lanche: pessoalmente, os componentes da Mesa parabenizavam e comentavam com os pesquisadores que mais lhe chamaram a atenção. Possibilitou-se também um intercâmbio de informações, pois muitos membros da banca disponibilizaram seu e-mail para enviar materiais de pesquisa, ajudando no aprimoramento do projeto. Não houve discrepância entre idade ou nível de formação, pois apresentaram na mesma sala nós, graduandos, quanto pós-doutorandos. O mais incrível de tudo é que, muitas vezes, não se percebia a diferença entre graduandos e pós-doutorandos: algumas vezes nós nos excedíamos na oratória e excelência.”