Ranking dos cursos de Direito

Ranking dos cursos de Direito

Oitenta mil estudantes e profissionais do Direito do Brasil avaliam a qualidade dos cursos de Direito.

Dom Helder é uma das três instituições de MG que têm Mestrado e Doutorado em Direito.

Dom Helder é uma das três instituições de MG que têm Mestrado e Doutorado em Direito. (Patrícia Azevedo/DomTotal)

Pesquisa recém publicada reflete a opinião de estudantes e profissionais do Direito considerando o impacto que a formação jurídica tem para o mercado de trabalho e para o exercício profissional.

O Curso de Direito da Escola Superior Dom Helder Câmara, segundo este ranking, está entre os melhores do Brasil, dentre as instituições particulares e públicas.

Em Minas Gerais, a Escola de Direito Dom Helder é uma das três instituições que têm Mestrado e Doutorado em Direito. É a única do Brasil que tem Doutorado em Direito, área de concentração “Direito Ambiental e Desenvolvimento Sustentável”. Seu curso de Direito – Graduação, está entre os cursos de Minas Gerais que mais aprovam no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (Exame da OAB), e seu curso de Direito Integral aprova 100% (cem por cento) de seus estudantes no Exame da OAB.

Para o reitor da Dom Helder, o jesuíta Paulo U. Stumpf SJ, tem contribuído muito para a qualidade do ensino jurídico da Dom Helder e para os cursos de Engenharia Civil e Ciência da Computação da EMGE, o desenvolvimento da Pedagogia de Santo Inácio de Loyola (Pedagogia Inaciana), cujo fundamento é o Magis, ou seja, a busca permanente de se fazer e ser o melhor sempre e em tudo. A busca do máximo em qualidade é uma atitude fundamental que orienta todas as atividades acadêmicas e inspira a todos os integrantes da comunidade universitária a dignidade humana, a valores éticos e de cidadania. Inspira a contribuírem para uma sociedade mais fraterna e solidária.

A Escola Superior Dom Helder Câmara e a Escola de Engenharia de Minas Gerais, duas instituições ligadas à Companhia de Jesus (Ordem Religiosa dos Jesuítas), além de se pautarem pela longa tradição jesuíta de ensino de quase 500 (quinhentos) anos, buscam, ao mesmo tempo, inovação tecnológica permanente, tanto em instrumentos didáticos, como em metodologia de ensino-aprendizagem.

Segundo seu reitor, estas instituições procuram também promover um ensino de qualidade e de inclusão social. Tanto é que Dom Helder e EMGE, durante o ano de 2018, concederam bolsas de estudo que ultrapassaram o valor de R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais) por mês. Além de pagarem integralmente os impostos, pois, se não têm fins lucrativos, também não têm a isenção de impostos pertinentes a instituições filantrópicas. O curso de Direito da Dom Helder e os cursos de Engenharia Civil e Ciência da Computação da EMGE obtiveram conceito máximo em todas as avaliações do MEC.

Confira aqui o ranking completo.