Equipes se classificam para grande final do TJD-e

Quatros equipes se enfrentaram na tarde desta quinta-feira (16) na Dom Helder Escola de Direito em busca do prêmio máximo oferecido pelo Torneio Jurídico de Debates Estudantil (TJD-e): uma viagem para conhecer o Tribunal Internacional de Haia, na Holanda. O evento faz parte do Centro de Simulação e Intercâmbio da Instituição.

As equipes 1 ( Urick Soares e Pedro Ameno), 2 ( Pedro Vinícius Jaworoski e Gleiziane Antunes), 3 (Arthur José Vieira e Francisco Magno) e 6 (Daniele Cristina Horta e Débora Maria de Jesus) foram selecionadas para disputar ‘rounds’ sobre temas definidos. As equipes foram divididas em Dolo Eventual e Culpa Consciente. Os times classificados para a grande final, nesta sexta-feira, foram 6 e 1.

Confira o álbum de fotos!

Na disputa de hoje, cada equipe teve 10 minutos para apresentar sua tese. Ambas puderam fazer uma pergunta a outra equipe durante 1 minuto. Os times foram supervisionados pelos “juízes” do debate, os professores da Dom Helder Maurício Lopes, Michel Reiss e Virgínea Afonso. Eles fizeram apontamentos sobre o debate e votaram para eleger os vencedores.

Importância

Para o professor Renato Campos Andrade, um dos organizadores do evento, O TJD-e é oportunidade única na vida do estudante, que vai aprender sobre o júri de um tribunal e desenvolver habilidades como a oratória, raciocínio lógico e jurídico. “Essa simulação tem um viés ainda mais jurídico do que o Tribunal Regional Estudantil (TRI-e) e é para alunos de graduação a partir do 4º período. As simulações são importantes em todo mundo porque desenvolvem competências e habilidades que não se têm tempo e não consegue desenvolver em sala de aula. Fica aqui um incentivo grande para os alunos da Dom Helder e para todos os estudantes, especialmente para os que vão lidar com a área de humanas”, disse.

O professor destacou também o pioneirismo da Dom Helder em promover eventos deste porte. “A Dom Helder mais uma vez é pioneira nesse tipo de simulação porque faz internamente um torneio de debate. Selecionamos um termo jurídico e colocamos os estudantes para defender ambos os lados daquele tema. Com isso, desenvolvem-se os estudos, argumentação, habilidades e o lado do Direito”.

Sobre a viagem ao Tribunal Internacional de Haia, prêmio dado aos vencedores do TJD-e, Renato explicou que os estudantes terão uma experiência importante. “A Dom Helder dá um prêmio muito bacana, que é a viagem a Holanda para assistir o julgamento na Corte Internacional de Justiça. A experiência fará com que os estudantes vivenciem o Direito no seu mais alto nível que é o Direito Internacional, ligado aos Direitos Humanos. Obviamente ajuda na formação tanto profissional quanto a humana que é o que busca a instituição”, conta.

TDJ-e

O Torneio Jurídico de Debates Estudantil (TJD-e) é uma competição interna na qual são debatidas questões de grande controvérsia no direito. Visa perscrutar três questões hodiernamente em pauta nos Tribunais Superiores e em debates doutrinários de forma a esgotá-las, permitindo o acesso aos participantes esquadrinhar o conteúdo que lhe é apresentado inicialmente em sala de aulas.

Duplas formadas por discentes matriculados, ao menos, no quinto período devem ter conhecimento das questões apresentadas, sendo que somente saberão qual o tema discutido às vésperas das respectivas fases orais.

A competição é composta por sete fases, quais sejam: inscrição; homologação; pesquisa; saneamento; Rounds Classificatórios; Rounds Eliminatórios; e Round Final.

TJD-e: Divulgados os Critérios de Avaliação

Participantes do TJD-e, fiquem atentos aos critérios de avaliação que serão observados pela banca avaliadora dos Rounds Classicatórios do Torneio!

Além dos critérios de avaliação, também os critérios de desempate são veiculados no documento divulgado.

Discentes e participantes, os Rounds Orais do TJD-e começarão amanhã, às 13 horas!

Confira os critérios de avaliação:

BLACK FRIDAY da AIESEC!

Olá! Tudo bem?

 

Sabe o que tem em Novembro? BLACK FRIDAY da AIESEC!

 

Pra quem ainda não conhece, a AIESEC é uma organização sem fins lucrativos, reconhecida pela Unesco como a maior organização jovem no mundo. Sua missão é alcançar a paz mundial e o preenchimento das potencialidades humanas, desenvolvendo liderança jovem por meio de intercâmbios.

 

Até o dia 24 de Novembro seu intercâmbio Voluntário Global estará com 80% de desconto, para que você e muitos outros jovens possam fazer aquele intercâmbio tão sonhado!

 

Sendo um Voluntário Global você poderá trabalhar em uma ONG, escola ou comunidade no exterior, durante 6 semanas, em um projeto relacionado a um dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, isto é, ações, propostas pela ONU, para tornarem o mundo um lugar melhor. Temos projetos voltados para erradicação da pobreza, igualdade de gênero, saúde e educação de qualidade, cuidado com o meio ambiente e muito mais!

 

Aproveite essa oportunidade e vem ser a mudança que você quer ver no mundo! Temos vários projetos para 2017 e 2018. Ah, e você pode fazer seu intercâmbio durante as férias!
Inscreva-se em http://brasil.aiesec.org.br/blackfriday e garanta esse desconto incrível! Para mais informações, você também pode acessar o evento no Facebook

 

Grupo da Dom Helder participa da I Tax Moot Court Competition

 

O Grupo de Estudos em Direito Tributário (GEDIT) da Dom Helder, instituído por meio do Centro de Simulação e Intercâmbio (CSI), participou da I Tax Moot Court Competition Brasil. O evento foi realizado de 8 a 10 de dezembro, em Porto Alegre, pela PUC-RS.

Dom Helder 

O Grupo de Estudos foi representado pelo professor orientador Pedro Eliezer Maia e pelos alunos Nathan Nascimento, Guilherme Ribeiro, Dayane Ferreira e Diego Alves. “A equipe se destacou, principalmente na fase oral, alcançando o segundo lugar da pontuação geral da fase oral classificatória”, conta Nathan.

I Tax Moot Court

A Tax Moot é uma competição que simula o julgamento de um Recurso Extraordinário sobrestado no Supremo Tribunal Federal, relativo à matéria tributária.

A competição é dividida em duas fases: a escrita e a oral. A primeira fase exige das equipes competidoras a entrega de memoriais, defendendo a Fazenda Pública e o contribuinte.

A segunda fase exige das equipes competidoras a realização de sustentação oral perante a Corte simulada, que, por sua vez, pode fazer perguntas pertinentes ao tema aos competidores, em rodadas de eliminação e classificação.

 

TJD-e: Errata do Edital 02/17 e Informações Adicionais dos Rounds Classificatórios

A Comissão Organizadora do Torneio Jurídico de Debates Estudantil (TJD-e) vem, por meio desta nota, divulgar Errata em relação ao Edital 02/2017, que disciplina os Rounds Orais, além de publicizar a banca julgadora dos Rounds Classificatórios e o Cronograma de Painéis, a serem realizados no dia 16/11, e também do Round Final, que ocorrerá no dia 17/11.

Na quinta-feira, às 13 horas, será realizado sorteio que definirá o horário em que cada equipe procederá à suas sustentações, de modo que é imprescindível a presença de todas quando do início do evento. Fiquem atentos!

ERRATA DO EDITAL 02/17

BANCA JULGADORA DOS ROUNDS CLASSIFICATÓRIOS

PROGRAMAÇÃO ROUNDS CLASSIFICATÓRIOS E FINAL

Empenho dos alunos marca simulação do Tribunal de Júri

Com grande empenho e seriedade, os alunos do 1º período da Dom Helder realizaram, no último sábado (11), uma simulação do Tribunal de Júri sob a coordenação da professora Maria Carolina Reis. A turma da manhã foi responsável pela acusação, enquanto a turma da noite atuou na defesa do réu. “Os alunos estão começando o curso, ainda possuem pouco conhecimento jurídico. A ideia desta atividade não é trabalhar a técnica, e sim a argumentação, que estudamos no decorrer do semestre”, explicou Maria Carolina, que ministra a disciplina de Português.

De acordo com a professora, o roteiro elaborado seguiu os procedimentos de um tribunal real, com algumas adaptações. Quatro alunos puderam se pronunciar como advogados da defesa, e outros quatro, como promotores. Dois alunos atuaram como juízes e conduziram os trabalhos. “É uma experiência para a vida! Estou gostando bastante. Ter a chance de ser um dos juízes caiu como uma luva, porque meu pensamento é seguir a magistratura futuramente”, contou Jair Dias da Cruz, da turma D1MA. Segundo ele, o trabalho de preparação foi intenso. “No decorrer das aulas, montamos a sentença e falamos sobre o julgamento, com orientação dos professores”, completou.

O colega Rosalvo Henrique Cordeiro também destacou a oportunidade de vivenciar e aprender sobre diferentes profissões do Direito. “É magnífico [o trabalho]. Uma atividade lúdica, que visa proporcionar o aprendizado através do jogo, é muito interessante”, afirmou Rosalvo, que integrou a equipe de promotores. Na plateia, a mãe e o padrasto acompanharam o desempenho do aluno. “Neste ano, decidimos abrir para convidados, amigos, familiares. É uma forma de eles conhecerem um pouco do trabalho que desenvolvemos aqui na Dom Helder”, apontou a professora Maria Carolina.

Caso

O caso julgado pelos alunos durante a sessão foi uma tentativa de homicídio, que está sob a responsabilidade da 2ª Vara Criminal da Comarca de Santa Luzia. “O caso é real, não foi julgado ainda”, informou Maria Carolina.

“O réu tentou matar a vítima por ciúmes. Minha opinião é que houve sim a tentativa de homicídio. Vamos trabalhar para comprovar a materialidade e a autoria do crime”, afirmou Rosalvo Henrique, antes da sessão.

Já a aluna Ana Luiza Tolentino Amorim, da turma D1NA, estava um pouco apreensiva, por integrar a equipe de defesa. “O trabalho foi complicado, mas foi bom porque percebemos uma união maior da turma. É uma experiência boa, a gente aprende muito. Todo mundo está um pouco com os nervos a flor da pele, na esperança de ganhar. Vamos dar nosso melhor. O caso está bem difícil, mas a gente dá um jeito”, contou Ana Luiza.

E realmente deram. Ao final da sessão, o réu foi absolvido das acusações pelo corpo de jurados, formado por alunos de outros períodos, inscritos previamente.

Apoio

A atividade conta com o apoio do Centro de Simulação e Intercâmbio (CSI), da Pró-Reitoria de Ensino e de professores da Dom Helder.

 

Alunos do Direito Integral apresentam projetos de startups

Alunos do sexto período do Direito Integral apresentaram 12 projetos de startups na última sexta-feira (10), na Sala do Conhecimento. A atividade foi coordenada pelo professor Fábio Veras, que ministra a disciplina Direito e Tecnologia para turma. Os professores Paulo Stumpf, reitor da Dom Helder, e Franclim Brito, coordenador do Direito Integral, também acompanharam as apresentações.

“Durante o semestre, os alunos aprenderam questões como modelo de negócios e aplicação da tecnologia ao Direito. Discutiram o que está acontecendo nos Estados Unidos e Europa, como as grandes universidades estão tratando as startups do Direito e como podemos aumentar o acesso à Justiça, entre outros temas. E fizeram estes projetos sensacionais!”, contou Fábio Veras.

De acordo com o professor, trata-se do embrião do projeto Startup Lab da Dom Helder, que ganhará espaço no próximo ano. “A turma do 6º período foi a pioneira neste movimento. A inovação e as startups do Direito serão ênfases da Escola”, informou Veras. O professor destacou ainda o brilho nos olhos dos alunos ao falarem sobre as suas propostas.

Convidados

A atividade foi acompanhada atentamente por convidados externos, como o advogado Rafael Costa, CEO do JusBrasil. Ao final de cada apresentação, eles avaliaram o trabalho dos estudantes e deram dicas para aprimorar os projetos.

“Fiquei mesmo emocionado. Imagina, os alunos estão no sexto semestre ainda e já com essa maturidade! A atitude, esse estado mental do empreendedorismo incorporado, já com propósitos, com todos os termos corretos. Nunca vi isso na minha vida”, afirmou.

 

Confira as fotos aqui.

Intercâmbios para Europa e América do Sul com valores especiais!

A AIESEC de Belo Horizonte está oferecendo cerca de 50 vagas de intercâmbio do Voluntário Global, a preços extremamente acessíveis.

A taxa de intercâmbio será de apenas R$250,00. Os intercâmbios possuem de 6 a 8 semanas de duração e os países-destinos são: Colômbia, México, Argentina, Peru, Costa Rica, Ucrânia e Croácia.

Todos os projetos são linkados aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU!

Apenas terão desconto os alunos que se cadastrarem nesse link: bit.ly/NovembroBH

Condições válidas até o dia 15/11/2017. Confira mais detalhes sobre o Programa Voluntário Global no site da AIESEC

Publicado o Edital dos Rounds Orais do TJD-e

A Comissão Organizadora do Torneio Jurídico de Debates Estudantil (TJD-e) tornou público o Edital 02/2017, que disciplina os Rounds Orais, Classificatórios e Final.

Neste, os participantes poderão se inteirar a respeito de quais temas serão debatidos em cada um dos dias da simulação, além das datas, horário e local de realização do evento.

O TJD-e acontecerá nos dias 17 e 18 de novembro, e terá como premiação ao primeiro colocado uma viagem para Haia, na Holanda, para conhecer a Corte Internacional de Justiça.

Eventuais dúvidas devem ser encaminhadas para csi@domhelder.edu.br.

Confira o Edital: