Apresentação

O curso de Direito Integral se apresenta, hoje, como uma das maiores inovações em sede de graduações em Direito no Brasil. A modalidade conta com peculiaridades únicas e distintivas, que proporcionam a seus discentes posição privilegiada para desenvolver seu conhecimento jurídico, não se limitando à apreensão do conhecimento, mas perpassando por toda a construção deste, dentro e fora da sala de aula. O estudante é instigado a atuar como agente ativo, produtor de conhecimento, o que o leva a conhecer cada vez mais do vasto campo do saber da ciência jurídica, muito além do que a ele se daria a conhecer por meio de graduações em Direito tradicionais.

Com orientação personalizada e individualizada de estudo, apoio psicopedagógico, prática jurídica e tópicos de aprofundamento, que englobam temas distintos como Teoria dos Jogos, Oratória e outros, além de sua carga horária consideravelmente maior que as graduações em Direito tradicionais, tem-se que o Direito Integral conta com uma série de diferenciais que proporcionam sua excelência. O estudante que se dispor a estudar em tempo integral ainda cursará disciplinas fronteiriças ao Direito, diferenciadas da graduação tradicional, como Direito e Tecnologia, Direito e Subjetividade, Mediação,  Conciliação e Arbitragem, dentre outras, o que totaliza doze disciplinas a mais do que se oferece normalmente em uma graduação em Direito.

Mais que isto, o curso é voltado à internacionalização, tendo muito apreço e atenção às línguas estrangeiras, que são ministradas no decorrer deste como parte sempre presente no dia-a-dia do estudante, somadas a outras atividades dotadas deste viés.

Neste sentido, sob a gestão da Coordenação do Direito Integral, foi fundado o Centro de Simulação e Intercâmbio (CSI), órgão da Instituição que decorre do perfil proativo e engajado dos alunos que integram o curso. O Centro é espaço ativo dos discentes que os permite dialogar com atividades extracurriculares, ímpares no que concerne à construção de seu perfil profissional. Este órgão o introduz no universo das simulações internas da Dom Helder, assim como no das simulações externas de nível nacional e internacional, inserindo-o em um contexto multidisciplinar, o qual permite a ele o desenvolvimento não só de sua oratória como também de seu perfil de pesquisador. Ainda, é o CSI responsável por facilitar e fomentar a prática de intercâmbios no seio acadêmico, como meio que visa ao desenvolvimento profissional, pessoal e humano do estudante.

O curso de Direito Integral ainda encontra diferencial na criação do Centro de Startup Lab, que visa à aplicação de tecnologias e soluções ao Direito, consolidando-se como o primeiro Curso Jurídico no Brasil a ter um Centro Tecnológico. Nesta senda, nesta modalidade se oferece aos estudantes a aceleração (investimento) do modelo de negócio. Durante cada ano são escolhidos cinco projetos para desenvolvimento, investimento e implantação.

Além disso, o Direito Integral não se prende à matriz curricular padrão, oferecendo atividades que complementam a formação dos alunos, com distinta qualidade. Como aponta o coordenador do Direito Integral, Franclim Brito, “é um curso amplo, que prepara tanto para a advocacia, o Exame da Ordem e concursos públicos como para a pesquisa e a carreira acadêmica”. Assim, o curso é voltado para aqueles que desejam se dedicar exclusivamente aos estudos e possuem disponibilidade de tempo. “Para quem sonha alto e quer investir no Direito para fazer carreira jurídica, esse é o curso ideal”, completa Brito.

Bolsas 

Além do Fies, a Escola Superior Dom Helder Câmara oferece bolsas de estudo para os candidatos externos à Escola, conforme a ordem de classificação para o Curso de Direito Integral, nos termos do Edital do Processo Seletivo.

BOLSAS INTEGRAIS:
• 45 bolsas integrais de estudos.

BOLSAS PARCIAIS: 
• 45 bolsas de estudo parciais de 50%.

* As bolsas de estudo serão garantidas para todo o Curso e cobrirão exclusivamente os custos das Disciplinas Curriculares;
* A renovação da Bolsa de Estudo concedida ao beneficiário não contemplará os custos relativos de Disciplina em repetência por motivo de reprovação acadêmica.