O que é o TRI-e?
O TRI-e (Tribunal Internacional Estudantil) é um projeto de simulação jurídica, inspirado no Tribunal Internacional de Justiça, tendo como Patrono o Ministro Antônio Augusto Cançado Trindade, e coordenado por alunos e professores da Dom Helder.

Sou aluno do Ensino Médio, como faço para participar do TRI-e?
Todos os alunos do Ensino Médio são bem vindos. Os Colégios participantes receberão a visita do stand do TRI-e com todas as informações necessárias para a participação de seus alunos.

Meu Colégio não é um Colégio participante, mas mesmo assim eu gostaria de participar da atividade. Como proceder?
Caso o seu Colégio não seja um dos Colégios participantes, entre em contato conosco por meio do e-mail trie@domhelder.edu.br

Estudantes da Graduação de outras Instituições de Ensino Superior também podem participar do TRI-e?

Não. O TRI-e é uma atividade voltada exclusivamente para estudantes da Graduação em Direito da Dom Helder e para estudantes de Ensino Médio.

Um aluno da minha Equipe desistiu da atividade após a inscrição. Minha Equipe será desclassificada?
Não. Conforme previsão do §6º, do art. 3º do Regulamento do TRI-e “A desistência, justificada à Comissão de Organização, de 01(um) integrante da Equipe não ocasiona a eliminação da mesma. Fica vedada a substituição de integrantes das Equipes, depois de homologada sua inscrição”.

Quais são as fases do TRI-e?
A metodologia de trabalho do TRI-e será composta por seis fases: inscrição; sorteio; pesquisa; saneamento; seleção; Câmara e Plenário.

Após inscrição e homologação, a Equipe participará do sorteio que credenciará o País em que jurisdicionará. Com o País escolhido, cada Equipe deverá realizar a pesquisa sobre o tema proposto e formular o posicionamento prévio, de acordo com as regras estabelecidas em Edital próprio. Os posicionamentos serão analisados pela Comissão de Seleção que, com base em critérios preestabelecidos, homologará a participação do País ou exigirá a retificação de seu posicionamento; caso a participação do País não seja homologada, a Equipe estará automaticamente excluída da próxima fase. Durante a seleção, cada País apresentará à Comissão de Seleção a tese central do seu posicionamento por, no máximo, 20 minutos; a Comissão de Seleção escolherá os seis melhores Países, três contrários e três favoráveis ao tema, para a próxima fase. Durante a fase da Câmara será realizado um júri, que julgará as teses dos Países, decidindo pela classificação de apenas dois Países para a próxima fase, um cujo posicionamento seja favorável e outro que seja contrário ao tema. A última fase será a Sessão Plenária, em que as duas teses serão julgadas e será apresentada a Equipe vencedora.

Qual o cronograma e datas de realização das fases do TRI-e?
O cronograma com as datas de todas as fases do TRI-e está disponível no site www.domhelder.edu.br/trie

Existe uma vestimenta apropriada para participar das atividades?
O TRI-e é uma atividade de simulação da Corte Internacional de Justiça, todos os participantes devem estar trajados adequadamente durante as fases da atividade. Roupas sociais são as mais indicadas.

Qual a premiação para a Equipe vencedora?
A edição 2015 do TRI-e premiará os integrantes da Equipe vencedora com uma viagem, incluindo: passagens aéreas e 04 (quatro) diárias de hotel, para visitar a Sede da ONU, em Nova Iorque e a Suprema Corte dos Estados Unidos da América.

A Equipe classificada em segundo lugar também será premiada?
Sim. A Equipe classificada em segundo lugar receberá como prêmio uma viagem, incluindo: passagens aéreas e 02 (duas) diárias de hotel, para visitar o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Congresso Nacional, em Brasília – DF.

A Dom Helder providenciará os documentos necessários para a viagem?
Não. É de responsabilidade dos estudantes premiados providenciar os documentos necessários para a viagem (primeiro e segundo lugar). A impossibilidade de usufruir do prêmio por motivo de ausência de documentação (passaporte, visto, autorização para menor e outros documentos) e indisponibilidade de tempo, não obriga a Dom Helder a recompor o prêmio. (§1º, art. 13 do Regulamento do TRI-e).