Pular para o conteúdo

Professores e alunos publicam livro sobre Direito Processual Democrático




O livro “Processo e Justiça – Considerações sobre o Direito Democrático” é resultado das pesquisas desenvolvidas no decorrer do ano de 2021, pelos professores, alunos e alunas dos Grupos de Iniciação Científica (GICs) “Direito, Democracia e Justiça: uma análise das repercussões jurídicas e sociais da Teoria da Justiça como Reconhecimento”, coordenado pelos professores Carlos Henrique Soares e Marcelo Antônio Rocha, e “Processo e Democracia”, coordenado pelos professores Vinícius Lott Thibau e Thiago Loures Monteiro. Os textos que compõem o livro analisam, sob diversos fundamentos e perspectivas, a problemática e instigante relação entre Processo e Justiça no Brasil. 

Com o apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa da Dom Helder, bem como da Editora Dom Helder, os dois grupos buscaram examinar o trinômio processo-democracia-justiça por perspectivas diversas – sempre comprometidas com a crítica –, que permitem o enfrentamento continuado das lacunas instaladas no discurso do conhecimento. As interfaces entre processo, democracia e justiça não podem ser desconsideradas na contemporaneidade. Foi com base nessa conjectura que os grupos se reuniram para, mediante a publicação de 15 textos, ofertar à comunidade jurídica uma produção acadêmica que aborda temas importantes relacionados à filosofia, teoria geral do direito, epistemologia, teoria geral do processo e direito constitucional. 

O professor Thiago Loures disse que ter a oportunidade de organizar um livro que pretende explorar a relação existente entre Processo e Justiça se mostra como um verdadeiro presente, tendo em vista a importância de reafirmar o Estado Democrático de Direito, em um cenário de constantes ameaças para a democracia. Para ele, ter tantos nomes envolvidos na produção demonstra a preocupação dos graduandos com a reflexão crítica sobre o Direito, o que é essencial para a própria democracia, e inspirador para confiarmos em um futuro melhor. O professor Carlos Henrique Soares acrescentou, contando que “esse trabalho demonstra a qualidade dos pesquisadores e a profundidade dos temas que estão sendo abordados pelos alunos e professores da Dom Helder.”

Os trabalhos dos GICs são fundados na crença de que a iniciação científica é um importante passo para a formação de um profissional do Direito que seja reflexivo e consciente no que diz respeito aos problemas de seu tempo. Além disso, ela é o principal meio de promoção do protagonismo discente rumo a uma docência moderna e consciente, pois vemos a oportunidade de formarmos profissionais do Direito que sejam capazes de criar, pensar, julgar e, sobretudo, propor soluções para os problemas que surgem na atualidade. 

Sobre a experiência, a estudante Lívia Avelar disse: “Redigir um livro juntamente com meus companheiros de grupo de iniciação científica foi incrível. Todo o processo de elaboração e pesquisa foi intenso, mas o resultado final vale todo o esforço. Não se trata de uma simples pesquisa, mas sim de novas chances de aprender sobre áreas que não imaginava escrever a respeito.” A aluna Jéssica Wrarne Coelho comentou que foi desafiador conciliar o projeto com a rotina acadêmica, mas também enriquecedor para o desenvolvimento da escrita e da pesquisa. “Foi uma experiência incrível poder entender mais sobre os aspectos do Processo Civil por meio da participação do GIC, visto que somos orientados por professores competentes e muito dedicados”, completou. 

Para ler o livro “Processo e Justiça”, acesse aqui.

QUER CONHECER A DOM HELDER E A EMGE MAIS DE PERTO?

Estamos de portas abertas pra você!

Agende uma visita Tour Virtual

© 2022 Escola Superior Dom Helder Câmara - Todos os direitos reservados - By: Renato Ferraz