Apresentação

cpa

A avaliação institucional, conforme delineada neste projeto da Escola Superior Dom Helder Câmara (ESDHC), é entendida como um processo dinâmico, cíclico e democrático, de cunho científico quanto ao método de operacionalização, que tem como objetivo precípuo conhecer e promover o aprimoramento crescente da instituição. A avaliação ganha significação apenas se tiver como função a identificação de problemas e o acompanhamento das soluções aventadas e colocadas em prática, no sentido de aumentar a eficiência e eficácia institucional.

O processo deve ser entendido como uma atividade permanente, com credibilidade junto à comunidade acadêmica, devido à transparência com que todas as etapas são conduzidas. O processo de avaliação institucional da Escola Superior Dom Helder Câmara está dando continuidade ao esforço canalizado nestes últimos anos na busca da excelência e no Magis inaciano. Por isto a credibilidade desejada será, sempre, um dos indicadores mais significativos do processo.

O processo de avaliação institucional vem se consolidando junto às instituições de ensino superior como um rico instrumento de orientação e adequação de suas ações. A prática de avaliação sempre foi notória no ensino superior, devido ao seu potencial de transformação qualitativa, de melhoramento pedagógico e de maior eficácia de gestão, bem como devido às exigências de regulação e de controle da educação superior por parte das agências governamentais. Assim, a avaliação institucional cumpre uma importante função dentro da instituição e ocupa um lugar de ampla repercussão na evolução das escolas de ensino superior.


Composição Atual da Comissão Própria de Avaliação

A Coordenação e Organização do Programa de Avaliação Institucional da Escola Superior Dom Helder Câmara está a cargo da Comissão Própria de Avaliação, nomeada pelo Reitor.

Representante dos Docentes
Prof. Francisco Haas (Coordenador) e Prof. Fernando Lage Tolentino;
Representante dos Discentes
Arthur José Vieira Gomes Sales;
Representantes dos Técnicos Administrativos
Cristiano Lacerda Pinto e Djoá Braulina Ferreira;
Representante da Sociedade
Allan Gargary e Lorena Rodrigues Belo da Cunha;